top of page
Buscar

Multiverso TriZ encerra 1ª edição com sucesso e impacto na literatura jovem

Festival reuniu cerca de 6,5 mil pessoas, consolidando-se como um importante evento cultural do Paraná


O Festival Multiverso TriZ encerrou sua primeira edição no último domingo (01), no Centro de Convenções do Shopping Palladium, com sucesso e superando expectativas iniciais. Ao longo dos três dias, Ponta Grossa se transformou em um epicentro cultural, literário, artístico, musical e tecnológico, atraindo cerca de 6,5 mil pessoas, e, assim, consolidando-se como um importante evento cultural para adolescentes e jovens do Paraná.


Idealizado pela empresa Estratégia Projetos Criativos, dos produtores culturais Eduardo Godoy e Rafaela Prestes, o festival foi concebido com um foco direcionado para o público jovem e adolescente. No entanto, sua atração se estendeu para todas as idades, desde crianças até idosos, que encontraram entretenimento e aprendizado em uma ampla programação de atividades, que incluíram oficinas, exposições, brincadeiras e muito mais. “Chegamos com tudo, chegamos para ficar”, disse Eduardo Godoy, diretor da Estratégia Projetos Criativos.


Do primeiro ao último dia, o festival proporcionou experiências multiversais e enriquecedoras. Os visitantes tiveram a oportunidade de desfrutar do show da Banda Mais Bonita da Cidade, na abertura, das contações de histórias cativantes, com Mari Bigio (Recife/PE), Patrícia Maia (Londrina/PR) e o Coletivo Cacareco/Dupla de Dois (Ponta Grossa/PR), das performances envolventes de K-pop, da criatividade dos cosplayers e dos emocionantes jogos interativos.


Além das atrações visuais e interativas, o Multiverso TriZ se destacou por criar um espaço para conversas descontraídas entre leitores e autores. Durante os três dias, nomes ilustres da literatura nacional, como Raphael Montes, Pedro Rhuas, Ale Santos, Paula Pimenta, Ryane Leão, Renan Inquérito, Ibraim Roberson subiram ao Palco Escutaí para compartilharem não somente suas obras e abordagens literárias, mas também suas trajetórias, desafios e experiências no mundo da escrita.


O premiado escritor Pedro Rhuas, autor dos aclamados ‘Enquanto eu não te encontro’ (2021) e ‘O mar me levou a você’ (2023), enfatizou a relevância do Multiverso TriZ para a literatura e para os jovens. “Se tivéssemos mais eventos como o Multiverso TriZ em mais lugares no Brasil, estaríamos construindo um país ainda melhor. É isso que promove a democratização da leitura, permitindo que mais jovens tenham acesso ao mundo literário”, disse.


Segundo a diretora de produção do Multiverso TriZ, Rafaela Prestes, com o sucesso dessa primeira edição, a expectativa é que o evento continue a crescer e a marcar seu lugar no cenário cultural do Paraná. “O Multiverso TriZ demonstrou que a cultura e a literatura têm o poder de unir gerações e enriquecer vidas”.


Parceiros do Multiverso TriZ

A idealização e realização do Festival Multiverso TriZ foi da Estratégia Projetos Criativos, dos produtores culturais Eduardo Godoy e Rafaela Prestes, e contou com o patrocínio da Copel, Continental e AP Winner, por meio do Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura (Profice) da Secretaria de Estado da Cultura - Governo do Estado do Paraná, e da Lei Municipal de Incentivo a Eventos Geradores de Fluxo Turístico em Ponta Grossa, do Conselho Municipal de Turismo, ligado à Secretaria Municipal de Turismo da Prefeitura de Ponta Grossa. O festival teve o apoio cultural da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Culturais (Proex) da Universidade Estadual de Ponta Grossa, parceria de mídia da RPC e chancela do Vale dos Trilhos.

10 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page